Mulheres na política é tema de seminário na Câmara de Blumenau

Home / Notícias / Mulheres na política é tema de seminário na Câmara de Blumenau

A Câmara de Vereadores de Blumenau sediou, na noite desta quarta-feira (9), o Seminário Municipal de agentes públicos e políticos (SEMAPP) “Mulheres na Política: Elas podem, o país precisa”. O evento foi realizado pela Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em parceria com a Escola do Legislativo Fritz Müller do Poder Legislativo municipal e com o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), por meio da Escola Judiciária Eleitoral de Santa Catarina (EJESC). O objetivo do seminário foi disseminar o conhecimento sobre a participação efetiva da mulher na política, democratizando a informação e fortalecendo a relação da mulher com a sociedade.

Compuseram a mesa dos trabalhos o vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Almir Vieira (PP); o gestor do Núcleo de Formação de Agentes Públicos e Políticos da Escola do Legislativo da Alesc, Paulo César Wilpert; a chefe de gabinete da presidência da Câmara Municipal, Silmara Silva; a assessora da Escola do Legislativo do Poder Legislativo municipal, Patricia Lopes Turcati, e as palestrantes Melissa Figueiredo Silvestre e Ana Cristina Ferro Blasi.

O gestor do Núcleo de Agentes Públicos e Políticos da Escola do Legislativo da Alesc, Paulo César Wilpert, explicou que esta foi a segunda etapa do seminário e que foi feito um debate como este em Florianópolis. “O tema é ainda mais pertinente por conta da crise política do país e por ser um ano eleitoral. O nosso objetivo foi empoderar a mulher a ocupar este espaço e ajudar na reflexão do quanto precisamos da inclusão da mulher na política”.

A mediadora do seminário e assessora da Escola do Legislativo Fritz Müller, Patricia Lopes Turcati, também reforçou a importância de tratar o assunto. “O Brasil ainda está muito atrás na representatividade das mulheres no cenário político, então é preciso incentivar, trazer e aproximar as mulheres da Casa Legislativa, para que possam usufruir dos seus direitos como cidadãs ativas”.

A primeira palestra da noite teve como tema “A Mulher na Política: Desafios e Possibilidades” e foi ministrada pela pedagoga e orientadora educacional Melissa Figueiredo Silvestre. Segundo a palestrante, a formação teve o intuito de apresentar quais as possibilidades, os mecanismos e os caminhos para a inserção das mulheres na política, incentivando que outras também façam parte deste cenário e possam fazer diferença na coletividade. “Nesse sentido, trouxe informações para fortalecermos o nosso discurso e compreender quais espaços podemos, temos a liberdade e autonomia de ocupar. Nós queremos reivindicar um todo, ser sujeitas de todo e de qualquer processo emancipatório e buscar as informações, entender o cenário e quais caminhos devemos seguir para podermos ocupar estes espaços”, explicou, citando vários dados e levantamentos a respeito da representatividade feminina na política, tanto dentro dos municípios, como no Estado e no país.

Logo após, a advogada Ana Cristina Ferro Blasi ministrou a palestra “A Mulher na Política: Aspectos Jurídicos” e ressaltou a importância deste evento para que as mudanças aconteçam. Ela apontou questões que precisam ser repensadas para que as mulheres ocupem esses espaços e as próximas gerações também. Afirmou que a sociedade ainda está enraizada numa formação cultural e dentro de um regime patriarcal. “É necessário que a mulher participe do cenário político para garantir uma unidade e uma fraternidade nas nações. A ONU Mulher já manifestou isso e é uma premissa sobre a qual não temos mais dúvidas. Eventos deste tipo fazem com que tenhamos a certeza que estamos no caminho certo. A importância deste debate é fundamental para criar uma consciência crítica, para que se tenha uma mudança estrutural e um movimento de ocupação de espaço”, disse, apresentando três casos internacionais para explicar a importância e a atualidade deste debate.

Explicou que enquanto ainda exercia o cargo de Juíza Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, divulgava a campanha “Mulheres na Política: Elas podem, o país precisa”. “Este Tribunal Eleitoral foi o pioneiro no país a fazer uma campanha como essa e ela mostra preocupação das autoridades do Estado com este tema e mais tarde foi adotada pela TSE”.

Confira o vídeo produzido pela TVL Blumenau.

Fonte: Assessoria de Imprensa CMB com informações da TV Legislativa de Blumenau
Fotos: Jessica de Morais |Imprensa CMB